Aeronave do Aeroclube de Torres Vedras aterra de emergência numa praia da Caparica e provoca duas vítimas mortais

Aeronave do Aeroclube de Torres Vedras aterra de emergência numa praia da Caparica e provoca duas vítimas mortais

Uma aeronave, propriedade do Aeroclube de Torres Vedras mas cedida à empresa GAir, com duas pessoas a bordo, um instrutor e um aluno, que voava perto da praia de São João da Caparica efetuou esta tarde uma aterragem de emergência no areal da praia, tendo atingido duas pessoas, que acabaram por falecer.

​As duas vítimas são um homem e uma menina, com 8 anos de idade, que se encontravam na praia e terão sido surpreendidos quando a aeronave efetuou a aterragem, não conseguindo evitar o embate.

Os dois ocupantes da aeronave terão saído ilesos do acidente.

No local encontram-se diversas viaturas de emergência médica, com uma viatura de apoio, elementos da Polícia Marítima e nadadores-salvadores, que se encontravam de serviço nesta praia.​

Esta operação está a ser coordenada pelo Capitão do Porto de Lisboa.

Entretanto, o Aeroclube de Torres Vedras já emitiu o seguinte comunicado que se transcreve:

"Comunicado de Imprensa

Acidente com Aeronave Cessna 152 Praia de São João da Caparica

O Aeroclube de Torres Vedras informa que pelas 17h de hoje, uma aeronave Cessna 152 de matrícula CS-AVA, propriedade da nossa entidade sofreu um acidente resultante de uma aterragem de emergência na praia de São João da Caparica, concelho de Almada.

A aeronave em causa está cedida há vários anos à escola de aviação GAir, na sequência de um protocolo de cedência, pelo que a operação desta aeronave é efectuada sob total responsabilidade da GAir.

A aeronave encontrava-se em perfeitas condições mecânicas, com todas as revisões e certificações exigidas para este tipo de operação, bem como está coberta com os necessários seguros que cobrem situações desta tipologia.

As entidades competentes já se encontram no local a efectuar todas as peritagens, sendo que a análise das causas do acidente estão a ser investigadas pela entidade GPIAAF - Gabinete de Prevenção e Investigação de Acidentes com Aeronaves e Acidentes Ferroviários.

O Aeroclube de Torres Vedras lamenta profundamente as vítimas que ocorreram neste acidente, endereçando aos familiares os mais profundos e sentidos pêsames.

A Direcção do Aeroclube de Torres Vedras"

Por outro lado, a Escola de Aviação também emitiu um comunicado sobre o acidente que igualmente transcrevemos:

“A Escola de Aviação Aerocondor lamenta profundamente o acidente verificado hoje na praia de São João da Caparica com a avioneta CS-AVA alugada por esta escola ao Aeroclube de torres Vedras, proprietário e responsável pela sua manutenção.

Os nossos profundos pêsames aos familiares das vitimas deste trágico acidente.

Não tendo no momento informação detalhada sobre o acidente podemos informar que a aeronave encontrava-se em voo de treino com um aluno e um instrutor sénior da Escola Aerocondor, de 56 anos, com elevada experiência e milhares de horas de pilotagem.

No momento atual caberá ao GEPIAF (Gabinete de Prevenção e Investigação de Acidentes com Aeronaves e de Acidentes Ferroviários) o apuramento das causas deste trágico acidente. Naturalmente a Escola de Aviação Aerocondor colaborá na máxima extensão das suas possibilidades.

Escola de Aviação Aerocondor”

 

Login to post comments

 

revista generalista

Torres Vedras

região Oeste e norte de Lisboa