fbpx
terça-feira, 19 janeiro 2021 | Login
terça-feira, 15 dezembro 2020 10:40

O maior produtor de vinhos de Portugal viu o seu “Pingo Doce Syrah 2017” ser distinguido, entre 8500 vinhos de 46 países produtores, que participaram no “Concours Mondial de Bruxelles” nos passados dias 4 a 6 de Setembro em Brno, com a medalha de ouro.
Este tinto de 13,3º foi o pretexto que nos levou a uma conversa com a administração da Adega Cooperativa de São Mamede, situada na freguesia da Ventosa, em Torres Vedras.
Dois dos seus diretores, Joaquim Amaro e Jorge Alves estiveram connosco, em direto no programa “na revista Festa ESTA NOITE com Carlos Rosa”. Luís Santos, por motivos imperativos relacionados com a Adega não o pode fazer, mas foi uma tertúlia muito interessante onde, para além de mais um prémio conseguido, com um vinho produzido em exclusivo para aquela grande superfície, se falou de vinhos, de produtores, da Adega e da forma como esta tem abordado os desafios do mundo atual.

Media

quinta-feira, 26 novembro 2020 10:12

Para além das “facetas” que todos lhe conhecem, como a política, onde foi vereador do município de Torres Vedras, à empresarial, onde é sócio de uma das mais conceituadas empresas de instalações elétricas da região, tem uma outra paixão, talvez menos conhecida, mas que lhe enche “a alma”: os psitacideos, ou mais propriamente a criação de piriquitos de que cuida quase como se de família se tratasse, tal a paixão que tem por estas aves.
Foi sobre a sua criação que o convidámos a conversar connosco e ainda conseguiu surpreender-nos.

Revista Festa - O que são propriamente os psitacídeos?
Sérgio Cipriano - Antes do mais quero agradecer o convite para falar de um “hobbie” que já tem quase a minha idade.
Psitacídeos é uma classe de aves, vulgarmente conhecidos como piriquitos, papagaios, araras, catatuas, ou destas famílias. Pássaros de bico curvo, com dois dedos para a frente e dois para trás, que se alimentam de sementes e frutos. São espécies que existem um pouco por todo o mundo, nos seus habitats naturais, embora na Europa só existam importadas de outros continentes.

quarta-feira, 24 junho 2020 10:31

Conhecemo-lo “agarrado aos computadores” ainda era muito jovem e já tinha com dois amigos uma empresa de informática, representava uma das principais marcas mundiais, eram distribuidores de uma das marcas fortes de internet na altura e foi dos primeiros a conceber páginas internet nesta região, como as primeiras das Câmaras Municipais de Torres Vedras e do Sobral Monte Agraço.
Torna-se um dos maiores experts, primeiro em Microsoft e em CISCO depois, onde é respeitado e formou uma empresa própria de consutadoria “para poder ver o filho crescer”, como nos confidenciou, deixando Lisboa e os grandes períodos no estrangeiro para passar mais tempo “de qualidade” em Torres Vedras.
Pelo meio outra paixão, a música sempre fez parte da sua vida e tornou-se DJ passando pelos espaços mais conceituados da região.
Acaba de colocar online um novo projeto, a “Rádio Carnaval de Torres Vedras” onde tem uma autêntica compilação dos maiores sucessos que desde sempre, ele mais uma série de amigos, passou na altura de Carnaval. Está a ser um sucesso e conversámos com Luis Paulo Silva muito em especial sobre este novo projeto radiofónico online.

quarta-feira, 24 junho 2020 10:29

Vítor Marques esteve connosco a conversar sobre uma experiência de vida, mas muito em especial de temas como o Sporting de Torres, Santa Casa da Misericórdia, Carnaval, Feira de São Pedro, Miss Vindimas, Rainha das Chitas... e tanto mais...

Festa - O Vítor Marques é aquilo que se pode apelidar de um verdadeiro torriense?
Vítor Marques - É verdade, um torriense nascido e criado no “castelo”, na zona histórica da cidade. Por isso posso dizer que sou mesmo um torriense “de gema”.

quarta-feira, 17 junho 2020 11:14

António Cruz, nasceu no Turcifal em ‘45 mas vem para a então vila de Torres Vedras ainda muito novo, onde se torna um homem e empresário bem conhecido pela sua ligação ao Bombeiros - onde durante muitos anos foi adjunto do Comando, às Associações e muito em especial ao Carnaval de Torres Vedras, onde teve a responsabilidade pelos carros do Corso durante diversos anos.
Com o fim da Comissão de Carnaval é atualmente membro da Real Confraria do Carnaval, de que passou a fazer parte.
Fomos conhecer um pouco melhor a pessoa por detrás do bigode tão caraterístico que já se tornou “imagem de marca”.

sábado, 28 dezembro 2019 20:14

Trata-se, porventura, do mais importante espaço para eventos e fornecedor de “catering” de toda a região Oeste de Portugal.
Casimira e Joaquim Lopes “nasceram para isto” e a paixão que colocam naquilo que fazem trasmite-se naturalmente à vasta equipa que os acompanha e faz-se sentir na empatia para com os imensos clientes, que os tratam como se de família fosse.
Nos últimos anos “ganharam” para a equipa dois importantes elementos: o filho Telmo, que é formado em hotelaria e turismo pela escola de Lisboa e a ex-nora Anastasia que nos lançou o desafio de participar nesta nova etapa da conceituada “casa” dos Casais Larana e Outeiro da Cabeça.
Fomos conversar com a D. Casimira e o Sr. Joaquim, para saber “das novidades”...

 

revista generalista

Torres Vedras

região Oeste e norte de Lisboa